Pré-Escuta (20 Jun)

Esta semana, resolvi apresentar-vos lançamentos musicais de algumas bandas menos conhecidas no panorama musical.
Destaques para o britânico Jarvis Cocker, vocalista da banda Pulp (uma das que marcou a década de 90), que tem andado em digressão pela Europa acompanhado do meu amigo Paulo Furtado (mais conhecido por The Legendary Tiger Man), e que virá ao Festival de Paredes de Coura.
Para, os também britânicos, A Silent Film (que são a nova coqueluche da música alternativa britânica, e que também estarão em Portugal muito em breve).
E para o DJ Canadiano Tiga, cujo álbum Sexor ganhou o Juno Awards 2007 por Álbum Dance do Ano, muito devido ao sucesso de "You Gonna Want Me".
Quanto ao destaque português, vai para dR.estranhoamor, um projecto interessante.

«Further Complications» - Jarvis Cocker
Jarvis Cocker, o que mais se poderá dizer deste artista excêntrico, que liderou durante mais de 20 anos umas das mais influentes bandas no universo musical britânico, os Pulp! A história de Jarvis Cocker está intrinsecamente ligada aos Pulp, não fosse ele o fundador da banda e a alma criativa por detrás do sucesso de um dos ícones do movimento Britpop, nos anos 90. Adjectivos são difíceis de encontrar para classificar álbuns como “His ‘n Hers”, “Different Class”, “This Is Hardcore” ou “We Love Life” e que David Bowie não desdenharia, certamente.Agora a solo, lançou este ano “Further Complications”, segundo álbum em nome próprio, produzido pelo mítico Steve Albini e que sucede a “Jarvis”, editado em 2006.


Bónus 1
«The City That Sleeps» - A Silent Film
Os A Silent Film são a nova sensação da música alternativa britânica, já comparados aos Radiohead (ou não viessem da mesma cidade). Aqui fica o primeiro videoclip extraído de "The City That Sleeps", o álbum de estreia.


«Ciao!» - Tiga

Tiga Ciao! Different/Edel O segundo álbum de Tiga começa a explicar-se na capa: as cores infectas e aquela pose de madame transformista, aliadas ao idioma do título, prometem sexo às claras, canções espessamente barradas com sintetizadores e orquestrações exultantes. Há disso em Ciao!, mas também se reincide nos ambientes e batidas do electro(clash) que deram nome internacional a Tiga.
O diálogo em “Shoes” remete mais para o assédio fetichista do que para a pornografia, “Luxury” podia ser um verdadeiro êxito de rádio & discoteca made in Itália, e “Speak, Memory” tem aquela tristeza fluorescente dos New Order. Mas é no fim, nos dez minutos de sinfonia italo-disco de “Love Don’t Dance Here Anymore”, que Ciao! satisfaz plenamente. Soulwax, Gonzales e Jake Shears andam pelo CD, mas quem manda é Tiga. Com ou sem leque.




Bónus 2

«Os Casos do Dr Estranho Amor e Outras Estórias» - dR.estranhoamor

Os dR.estranhoamor nascem em 2003. Com um passado musical ligado a projectos tão distintos como Balla, Bulllet, Entre Aspas, Líderes da Nova Mensagem, Monsterpiece ou Stone Jesus, decidem juntar-se para fazer canções.
Seis músicos, uma profunda cumplicidade estética, um “estranhoamor” partilhado: poder compor e tocar a música de que gostam.
A primeira maquete cedo começa a dar que falar no meio musical e surge o convite para participar numa das edições da "Quinta dos Portugueses", organizada pela Antena 3.
Estimulados com a reacção positiva da imprensa e a forte empatia que foram criando com o público, gravam o seu primeiro álbum de originais. "Os crimes do dR.estranhoamor e outras estórias" chegou hoje às lojas.
Pop Rock cantado em Português, os doze temas que compõe o disco bebem inspiração de filmes, livros e de todo o universo musical que influencia este grupo, de Miles Davis e Piazzola a Blur, de Jeff Buckley a Isaac Hayes, entre tantos outros.

1 Costelinhas:

Tiago disse...

O Jarvis Cocker tem barba e o cabelo a branquear!

O feeling é que é sempre o mesmo. Muito bom, tal como nos Pulp!