Eu GoStAvA ErA k LhEs EnFiAsseM uM cOrnO nO cÚúÚú...

MaLtA...HÁ cOIsAS K toCam...LÁ nO fUnDo...Bem Lá No FunDo (cOmO o Meu FurUncuLo...) e Eu goStAriA De PaRtiLhAr EstE vìdEo TÃo HumAno Com TodOs...JÁ TodOs SabEm A miNha OpiniÃO SobRe TouRadaS(tErmInanTeMeNte ConTra,È Um ''esPécTacuLo'' DePlorÁveL Que Só Serve Pás PimpiNHas E FofiNHas Irem ArrANJar MAriDo kD EstÃo EncAlhAdas...e MaiS...),Mas JÁ mT Se DiSSe, Mtas VEZes SobRe o TemA...O k Kero PartIlhaR cOm VocÊS É uM VíDeo k (poR inCríVel K PaReça...Pk nEste PaíS É tuDo Á bAlda) Foi CEnsURAdo...Em PorTugAL (CenSurAm-Se VíDEoS eM pORtUgaL?!hMmMM...)...ComO DiZiA o OutRo(ou A OUtrA...jÁ n Sei...)VeJaM E AnAliSEm...

video

4 Costelinhas:

Ze Rodrigo disse...

devo dizer que sendo esta uma tematica séria nem devia ser alvo de conversa neste espaço...
mas parece-me que estamos a falar de coisas incomparaveis! vida humana e animal nao sao propriamente a mesma coisa, pois nao?
é que a maioria dos que acusa nao pensa no sofrimento dos bichinhos à mesa quando come.... e ja sei... ha os que nao comem carne... mas quase todos comem peixe, marisco... ou uns miseros caracois de petisco... sinceramente...

Tiago disse...

Primeiro:

Em português (tal como em todas as línguas que usam alfabeto latino), as letras maiúsculas usam-se no início das frases, no início das palavras que são nomes próprios e para acentuar alguma palavra quando o texto é mais informal.

NUNCA, e repito, NUNCA, se usa no meio das palavras por não ter lógica e por tornar quase ilegível.

Segundo:

Quando jantas os robalinhos de categoria que a tua mãe faz, costumas pensar que eles foram mortos por asfixia?
Pois é... mas foram, como a esmagadora maioria do peixe que comemos.

Quanto aos bifinhos de vitela com cogumelos... uma vaca bébé foi electrocutada para que nós possamos comer esse manjar.

Quanto aos touros, eu tenho tendência a não os comparar com pessoas.
Primeiro porque acho que ninguém em situação alguma tem cornos efectivamente.
Segundo porque a comparação das pessoas com bovinos é uma mera alegoria que se costuma fazer, em tom jocoso ou ofensivo.

Quem fez esse vídeo é, na melhor e mais simpática das hipóteses, hipócrita e intolerante.
Já pra não dizer ignorante...

Ze Rodrigo disse...

acho que o comentario do Tiago afugentou as pessoas deste topico... parece-me que vamos ter que contratar um moderador da febra... alguem que filtre tudo e mais alguma coisa antes de publicar! :) tipo um Salazar... huummm lembram-se de alguem?
vá meninos... moderaçao!

Vitor disse...

Atão gente!!!!

Calma, são só opiniões e se vivemos num estado democrático, todos temos direito á nossa....(munito!!!eheheh)

Eu que vivo entre o campo e a cidade, tenho uma opinião ambigua.

Como sou um moço do campo, a minha mãezinha pede-me e mato as galinhas que ela cria e coelhos quando os há, logo isto do sofrimento dos animais é um pouco relativo, quando se trata da nossa subsistência ou se quiserem, prazer alimentar.

Depois há uma tendência natural a associar o sofrimento do animal ao seu tamanho, ou quando a malta mata uma mosca também sofre de pena?

Por outro lado, não tenho nada a favor das touradas, gostaria de ir a uma para assistir in locco ao evento, creio que gostaria do espectáculo em si, com a banda a tocar, todas as formalidades que a tourada tem, mas por outro lado, a parte tauromáquica, tirando a pega ao touro, que é algo mais showbiz, em que "ninguém" magoa ninguém dentro dos limites de uma tourada, claro está, ia detestar.

Logo aceito perfeitamente ambos os argumentos, de quem está a favor e quem é contra.

Minha opinião está dada!